30 de março de 2019
publicado às 21h34
Diego Sorgatto critica gestão Cristóvão Tormin e Wilde Cambão rebate ao melhor estilo ‘coronel de Luziânia’
DE OLHO NO PASSADO| Prefeito de Luziânia Cristóvão Tormin é o maior influenciador e guru do deputado estadual, Wilde Cambão. Ambos se inspiram nos ‘coronéis’ da República Velha para responder críticas à gestão municipal de Luziânia. (Reprodução Facebook)

DE OLHO NO PASSADO| Prefeito de Luziânia Cristóvão Tormin é o maior influenciador e guru do deputado estadual, Wilde Cambão. Ambos se inspiram nos ‘coronéis’ da República Velha para responder críticas à gestão municipal de Luziânia. (Reprodução Facebook)

Por Wilson Silvestre – Dos pilares que sustentam a democracia, o legislativo é o que mais sofre críticas, no entanto, é o mais acessível aos cidadãos. Por mais criticado que seja – existem centenas de razões para isso -, ainda é o caminho mais fácil para sensibilizar os poderes constituídos. Não importa se é uma câmara de vereadores, legislativo estadual ou o Congresso. São nas casas de leis que o exercício democrático promove o desenvolvimento econômico e repara injustiças sociais.

Legisladores dão vozes e fazem pontes para que reivindicações de todos os segmentos da sociedade cheguem ao Executivo e Judiciário. Na tribuna são travados debates em defesas de projetos que impactam nos municípios, quer em saúde, segurança, educação, infraestrutura e todas

Foi nesta arena política que na quarta-feira (27), o deputado estadual por Luziânia, Wilde Cambão subiu à tribuna da Assembleia Legislativa de Goiás para defender a gestão do histriônico Cristóvão Tormin (PSD). A motivação foi provocada pela sugestão de seu colega e conterrâneo, deputado Diego Sorgatto (PSDB) ao pedir a regionalização do Hospital Municipal de Luziânia.

Preocupado com a demora na conclusão da reforma da unidade de saúde que já dura três anos, Diego busca apoio do governador Ronaldo Caiado (DEM) para regionalizar o hospital e concluir a obra. “O hospital foi fechado [pela atual administração] em fevereiro 2016 para reconstrução, prometendo que seria entregue à população em dezembro do mesmo ano. Até hoje continua fechado e sem conclusão da obra, conta Diego.

O jovem deputado relata que as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) não estão estruturadas para receber pacientes de alta complexidade clínica. “Todos os dias inúmeros pacientes vem para Goiânia em busca de melhores recursos. Se o hospital estivesse pronto e regionalizado, facilitaria muito para quem busca tratamento e, sem dúvida, desafogaria as principais unidades de saúde Goiânia”, pondera.

A reação de Wilde Cambão foi imediata. Contrário à ideia de regionalização, o fiel escudeiro do prefeito deu uma demonstração que sua afinidade com Cristóvão não é só pertencerem ao PSD: tratam adversários ao melhor estilo ‘coronel’ da República Velha dos anos 1900. Pelo menos esta foi a impressão que Sua Excelência passou aos parlamentares e telespectadores da TV Assembleia na quarta-feira (27).

Cambão iniciou seu contraponto com argumentos civilizados, próprio de um ambiente plural, democrático e respeitoso. “Foi oportuno Diego Sorgatto falar da saúde de Luziânia. Quero ressaltar a coragem do prefeito em fazer de Luziânia o maior canteiro de obras desse Estado. Talvez a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia esteja cheia por receber pessoas vindas de Brasília em busca de atendimento”. O parlamentar acrescentou, se dirigindo ao deputado Diego Sorgatto, que este é um “momento de reflexão”. “Estadualizar o hospital de Luziânia agora é muito fácil. Já está tudo pronto”, contestou.

“Não queria polemizar essa discussão, pois o deputado Diego Sorgatto é meu amigo, gosto dele, mas inverdades não podemos aceitar. Prefeito trabalhador como o prefeito de Luziânia, só daqui a cem anos”, disse.

A partir deste momento, o destempero verbal típico dos ‘coronéis’ da República Velha apossou de Cambão dizendo que “não venha para o enfrentamento que será pior. Não queria bater no senhor deputado”. E sublinhou que tem muita “munição para bater”! Descarregou o sua bíli coronelista ao ponto de constranger colegas parlamentares. Chamou Diego de traidor por não mais apoiar o prefeito Cristóvão “do qual o sr. é primo”.

Para um parlamentar de primeiro mandato, Cambão tem que aprender muito sobre a liturgia do cargo, despir o figurino autoritário e conter seus ímpetos de político paroquial. Luziânia tem uma tradição em eleger representantes legislativos à altura da importância econômica e cultural do município. O discurso protagonizado por ele não traz luz sobre os problemas administrativos, apenas expõe ainda mais a situação confusa em que se encontra a gestão Cristóvão. O rancor político costuma cobrar seu preço no futuro.

FIRMEZA| Deputado Diego Sorgatto fez críticas pontuais à gestão na saúde de Luziânia pedindo ajuda ao governador Ronaldo Caiado para regionalizar o Hospital Municipal. “Só assim ele será concluído pois já faz três anos que está sendo reformado, prejudicando centenas de pessoas”. (Reprodução: Portal AL)

FIRMEZA| Deputado Diego Sorgatto fez críticas pontuais à gestão na saúde de Luziânia pedindo ajuda ao governador Ronaldo Caiado para regionalizar o Hospital Municipal. “Só assim ele será concluído pois já faz três anos que está sendo reformado, prejudicando centenas de pessoas”. (Reprodução: Portal AL)

Humilde, porém firme, Diego disse que seu objetivo não é provocar um debate político sobre por que, após três anos em reforma, o hospital não foi concluído. “Precisamos encontrar uma solução e minha proposta é a regionalização. Só com a ajuda do estado esta obra terá condições plena para atender a  população de Luziânia e municípios vizinhos. Este é meu objetivo e vou lutar para que seja alcançado”.

Sobre as críticas de Cambão à gestão de Célio Silveira, principalmente o PSDB, Diego anota que na gestão pública “existem momentos bons e ruins como o que se encontra a atual administração de Luziânia”. Reafirma que esteve em determinado momento de sua vida pública alinhado ao prefeito, mas optou por seguir outros caminhos. “Temos divergência de estilo e comportamento político”.

O ataque frontal ao deputado Diego Sorgatto remete para uma leitura em 2020. Diego é visto como um forte concorrente à Prefeitura de Luziânia e Cambão deve ser ungido candidato do prefeito Cristóvão. O problema é: se continuar ‘trombando’ com prováveis adversários, será um voo de galinha, mais curto do que coice de porco. Para piorar, ano a ano a gestão Cristóvão vem perdendo prestígio e tenta, a todo custo, renovar sua agenda positiva, mas não conseguiu produzir nada impactante.

Tem uma passagem Bíblica em Provérbios 3, capítulos 13 e 14, que diz muito sobre os homens público: “Como é feliz o homem que acha a sabedoria, o homem que obtém entendimento, pois a sabedoria é mais proveitosa do que a prata e rende mais do que o ouro”. Wilde Cambão e o prefeito Cristóvão precisam ir mais à missa ou ler a Bíblica mais frequência. Humildade ajuda na caminhada espinhosa da vida.

Escreva um comentário