26 de março de 2020
publicado às 22h48
Eládio Carneiro sai do DEM carregando um fardo de mágoas e será candidato a prefeito de Luziânia pelo PSL
Primeiro suplente de senador por Goiás, advogado e empresário rural, Eládio Carneiro vai disputar a Prefeitura de Luziânia pelo PSL. “Os dois grupos políticos que se revezam na prefeitura há anos, propondo melhorar a vida das pessoas, mas que ao passar do tempo continuam apenas donos do poder, sabem que a população quer mudanças por isso buscam ‘arranjos’ entre eles para ficar tudo do mesmo jeito”.

Primeiro suplente de senador por Goiás, advogado e empresário rural, Eládio Carneiro vai disputar a Prefeitura de Luziânia pelo PSL. “Os dois grupos políticos que se revezam na prefeitura há anos, propondo melhorar a vida das pessoas, mas que ao passar do tempo continuam apenas donos do poder, sabem que a população quer mudanças por isso buscam ‘arranjos’ entre eles para ficar tudo do mesmo jeito”.

Por Wilson Silvestre – A geometria política de Luziânia promete uma nova dinâmica com a entrada em cena do advogado e empresário rural, Eládio Carneiro. Após ser solenemente ignorado pelo Democratas do qual estava filiado, Eládio e seu grupo de pré-candidatos a vereadores assinaram ficha de filiação ao PSL.

Apadrinhado pelo presidente do partido em Luziânia, Nelson Rebelato e o deputado federal Delegado Waldir entra na corrida pela vaga de prefeito do município. Eládio deixa o DEM carregando um fardo de mágoas devido a forma como foi ‘fritado’ pelo governador. Ele não deixa de ter razão, afinal foi um dos primeiros lideres a apoiar Ronaldo Caiado na disputa pelo Governo de Goiás em 2018.

– “À época, fui contra orientação do MDB, partido em que estava filiado para apoiá-lo. Recentemente me desfilei para ingressar no Democratas já que a legenda estava sem pré-candidato em Luziânia. Falava-se no nome do deputado estadual, Diego Sorgatto que estava filiado no PSDB, partido adversário do governador, portanto, o DEM não tinha candidato e precisava de uma nominata de vereadores. Me lancei pré-candidato a prefeito e não tive nenhuma censura ou aviso para não ir em frente, agora, sem aviso ou ao menos um telefonema sobre as negociações entre o governador, deputado federal Célio Silveira (PSDB), Diego Sorgatto e o vice-presidente do diretório municipal, Marcelo Melo fui surpreendido com a informação de terceiros que o deputado Diego será o candidato a prefeito do DEM”. Este foi o motivo que motivou a saída de Eládio do Democratas.

Para ele, esta é a oportunidade que os cidadãos de Luziânia querem para mudar os rumos administrativos da cidade. Na avaliação dele a população espera dos políticos mais do que eficiência administrativa. Querem exemplos de probidade pública e prosperidade a todos. “Infelizmente os grupos que vem se revezando no poder há anos não tem correspondidos a expectativa da população”, pontua Eládio.

Escreva um comentário