25 de julho de 2020
publicado às 22h43
Vilmar Rocha e Vanderlan Cardoso garantem maior apoio político para Marcelo Sorriso em Valparaíso
MOMENTO POSTERIDADE - Darlan Braz de Oliveira, pré-candidato a prefeito de Valparaíso, Marcelo Sorriso, o titular do blog, Wilson Silvestre, Idelbrando Potenciano Neto e Isaias Lima Sousa. Marcelo recebeu todo o apoio do gabinete de Vanderlan para articular alianças.

MOMENTO POSTERIDADE – Darlan Braz de Oliveira, pré-candidato a prefeito de Valparaíso, Marcelo Sorriso, o titular do blog, Wilson Silvestre, Idelbrando Potenciano Neto e Isaias Lima Sousa. Marcelo recebeu todo o apoio do gabinete de Vanderlan para articular alianças.

Por Wilson Silvestre – O blog acompanhou na sexta-feira (24/7), em Goiânia, a agenda do pré-candidato a prefeito de Valparaíso, Marcelo Sorriso (PSD). Entre os contatos políticos, dois mereceram especial atenção: gabinete do senador Valderlan Cardoso e do presidente da legenda em Goiás, Vilmar Rocha. Ambos deram garantias que o pessedista receberá todo apoio político na caminhada para conquistar a prefeitura.

Com a equipe de assessores do senador, tendo à frente Isaias Lima Sousa, Darlan Braz de Oliveira e o coordenador de cidades, Idelbrando Potenciano Neto, Marcelo cobrou mais apoio institucional e presença do staf político na região, principalmente em Valparaíso. Para Isaias, o embarque de Vanderlan no PSD “é muito recente e por conta disso, temos tido dificuldades para conversarmos com todos os nossos pré-candidatos, mas estamos correndo contra o tempo para darmos mais assistência aos aliados, principalmente na região do Entorno de Brasília”.

Em comum, concordaram com as ponderações de Marcelo que o foco agora são articulações com potenciais aliados, mas ter a presença da cúpula do partido reforça muito estas articulações. O pré-candidato pessedista, o maior desafio no município, além de vencer o pleito, é eleger vereadores. “Não custa lembrar que a partir de agora não terá coligação ‘puxar’ os menos votados”.

Marcelo reforçou aos assessores do senador Vanderlan que ampliou o diálogo com lideranças comunitárias, religiosas e política em Valparaíso. “Nossa pré-candidatura tem tido uma grande receptividade, principalmente quando falamos sobre nossos projetos para o município. Ultimamente tenho ampliado estes contatos com líderes políticos, sendo que alguns também são pré-candidatos”.

Embora não tenha nenhuma intimidade com jogo de cartas, Marcelo aposta todas as suas fichas para ampliar uma aliança partidária em volta de seu nome. “Acredito que as chances para uma terceira via são muito grandes se unirmos forças. A polarização entre o grupo da deputada estadual Lêda Borges (PSDB) e seu ‘filho’ político, prefeito Pábio Mossoró que busca a reeleição, será de autofagia. Ambos vão engalfinhar-se de tal virulência que afastará o eleitor”, analisa.

Para o pré-candidato a prefeito do PSD em Valparaíso, “se não houver uma união entre os atuais pré-candidatos de outras legendas fora da ‘caixinha’ PSDB-MDB, dificilmente, por melhor que seja o discurso, Lêda ou Pábio toma posse em 2021 como prefeito.

Presidente do PSD em Goiás, Vilmar Rocha que a Marcelo Sorriso que ele já um “player da política em Valparaíso e tem nosso aval para buscar alianças”.

Presidente do PSD em Goiás, Vilmar Rocha que a Marcelo Sorriso que ele já um “player da política em Valparaíso e tem nosso aval para buscar alianças”.

Em relação às diretrizes do partido em Goiás, Vilmar Rocha reafirmou o compromisso em ter candidatos em todos os municípios, “Onde não for possível, estamos abertos ao diálogo com outras legendas na construção de apoios e até, se for o caso, ceder espaço a outro candidato melhor avaliado por pesquisas. Mas friso: este é um caso a ser avaliado pelas lideranças locais com aval da executiva”. Vilmar deixou claro que no PSD os diretórios municipais nunca vão ser surpreendido com arranjos de cúpula para apoiar determinados grupos.

Nos bastidores políticos de Valparaíso, Marcelo tem conversado – e muito – com outras legendas. “Ninguém consegue se eleger sozinho e eu não alimento vaidades personalista em conquistar o poder a todo custo. O cidadão-eleitor vai avaliar nossas propostas e compará-las com a dos outros postulantes. Acredito que sou a renovação política no município e a população quer renovar seus gestores”.

Escreva um comentário