Adolfo Lopes garimpa alianças para prefeito

0

O experiente ex-vice-prefeito de Valparaíso, Adolfo Lopes (PMDB) costura alianças para entrar na corrida rumo a prefeitura. Ele já conseguiu as bênçãos de Iris Rezende -, maior liderança dos peemedebistas em Goiás e provável candidato a prefeito da Capital Goiânia. Agora vai buscar apoio do ex-governador de Brasília, Joaquim Roriz.

As tratativas com lideranças de outros partidos ainda engatinham, mas Adolfo acredita que, ao definir a “janela” para mudanças de siglas, as conversas vão fluir com mais rapidez. “Sou um otimista incorrigível e penso que esta crise em que passa o país, será uma boa oportunidade para os cidadãos refletirem na escolha de seus representantes, tanto no executivo quanto no legislativo. Aqui em Valparaíso não será diferente. Sinto isso nas conversas que tenho com as pessoas na rua e eventos que vou. Todas são unânimes na defesa de uma nova prática política no país. Elas me incentivam a disputar a prefeitura por acreditarem nessas mudanças, reforçando minhas convicções de que podemos fazer mais para nossa gente”, resume ele.

Adolfo sustenta sua candidatura baseado no discurso da honestidade, experiência em gestão pública, credibilidade política e confiança da população em sua história de vida. “Conheço o Dr. Adolfo desde quando ele mudou para Valparaíso. Nunca ouvi ou vi algo que o desabonasse como homem público. Acho que está na hora de colocarmos um homem integro na gestão de nosso município”, disse um dono de restaurante que pediu anonimato.

Palmelina e Adolfo Lopes podem ter o apoio do senador Ronaldo Caiado em Valparaíso
Palmelina e Adolfo Lopes podem ter o apoio do senador Ronaldo Caiado em Valparaíso

Palmelina vereadora? – Nas reuniões que Adolfo é convidado para falar sobre política e gestão, invariavelmente surge a pergunta: “Palmelina [mulher de Adolfo] será candidata a vereadora”? Mineiramente ele desconversa ou diz que depende de como as conversas vão evoluir. Uma coisa é certa. Palmelina tem carisma e cacife para conquistar uma vaga no legislativo. Muitos partidos tem sondado ela para se filiar, mas como é muito ligada ao PMDB deve permanecer da legenda. “Embora minha ficha de filiação tenha sido abonada pelo deputado estadual José Nelto, não foi registrada, mas continuo à frente do PMDB Mulher na região do Entorno. Creio que vai depender das circunstâncias políticas e das alianças”, diz inigmática.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN