Lula sugere que empresário usou seu nome para conseguir propina

0

Por Catia Seabra e Graciliano Rocha (Coluna Poder/UOL) – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou com colaboradores que o pecuarista José Carlos Bumlai pode ter se aproveitado de sua amizade para obter vantagens financeiras…

O ex-presidente cogitou essa hipótese um dia depois de vir à tona o depoimento no qual o lobista Fernando Baiano afirma ter pago R$ 2 milhões a Bumlai para compra do apartamento de uma nora do ex-presidente.

Nas conversas com seus aliados, Lula negou que a negociação tenha ocorrido e reclamou de Bumlai, afirmando que, caso confirmada a versão de Baiano, o amigo teria se valido dessa intimidade para ganhar dinheiro.

Com amigos assim ... Lula não precisa de adversários. José Carlos Bumlai teria cobrado a "comissão" de Baiano para repassar à suposta nora de Lula.
Com amigos assim … Lula não precisa de adversários. José Carlos Bumlai teria cobrado a “comissão” de Baiano para repassar à suposta nora de Lula.

Ainda segundo seus interlocutores, Lula se queixou da divulgação da informação sem que nem sequer se tenha identificado a nora. Lula tem quatro noras. Nessas conversas, o ex-presidente contou ter ajudado cada uma delas para a compra de um apartamento. Ele diz que doou R$ 200 mil para cada uma.

Para descrever a situação financeira, Lula argumentou ainda que o primeiro filho de Dona Marisa vive num imóvel alugado.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, reagiu com indignação e disse que esse tipo de vazamento de informação estimula a intolerância contra o partido.

“Não tem cabimento esse tipo de informação sem comprovação, sem documento, sem saber o nome da pessoa. É uma irresponsabilidade da grande mídia, um jornalismo declaratório. Quem é a nora? O Lula tem quatro noras. Nenhuma nora dele recebeu dinheiro”, afirmou Falcão.

‘CONTA-GOTAS’

Filho do ex-presidente Lula, o empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, requereu ao STF (Supremo Tribunal Federal) nesta sexta (16) o acesso à íntegra do acordo de delação premiada e dos depoimentos prestados por Fernando Baiano.

O pedido foi entregue ao ministro Teori Zavascki, que homologou o acordo de colaboração do lobista do PMDB.

Baiano disse que o pagamento que beneficiaria a nora de Lula foi feito a Bumlai e se referia a uma negociação envolvendo a OSX, empresa de construção naval de Eike Batista, atualmente em recuperação judicial.

Mesmo sem o negócio ter sido concretizado, Bumlai teria cobrado a “comissão” de Baiano para repassar à suposta nora de Lula.

O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lulinha, criticou repasse de informações “pingadas a conta-gotas” de uma “delação sob sigilo” e disse que seu cliente é alvo de ataques sistemáticos da mídia.

“O que se identifica são irresponsáveis ilações daqueles que foram, depois, desmentidos”, disse Martins.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN