À PF: Erenice admite parceria com membro do Carf e narra encontro entre lobista e sócio da Bertin

0

A ex-ministra Erenice Guerra

Da Coluna Painel /UOL – A ex-ministra Erenice Guerra admitiu à PF ter firmado parceria com o então conselheiro do Carf José Ricardo da Silva para resolver uma “grande dívida tributária” da chinesa Huawei. Indagada se a parceria era ética, disse que José Ricardo não via impedimento em advogar contra o órgão para o qual trabalhava. Erenice contou ter levado o lobista Alexandre Paes dos Santos, o APS, para um encontro com Fernando Bertin, do grupo Bertin. Alvos da Zelotes, José Ricardo e APS estão presos. …

Em diversos momentos, a memória de Erenice falhou. No depoimento dado à polícia em dezembro, ela afirmou não se recordar se a procuração para atuar com José Ricardo foi protocolada no Carf e quem custeou a passagem para encontrar Bertin.

Erenice negou irregularidades. Confirmou, porém, ter recebido pedido de seu irmão para que indicasse José Ricardo para o conselho do Carf. Sustentou não ter influência no Ministério da Fazenda, mas, confrontada com e-mail no qual fez uma indicação para outro conselho da pasta, afirmou não se lembrar.

Erenice contou que conheceu APS e José Ricardo no casamento da filha do ex-ministro Silas Rondeau, em 13/08/2011.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN