Lula se reúne com conselho do PT para discutir linha de defesa do partido

0
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (centro) participa de reunião do Conselho Consultivo do PT para elaborar propostas na área econômica que serão encaminhadas ao governo. O encontro acontece no Hotel Grand Mercure São Paulo, na Zona Sul (Foto: Sérgio Castro/Estadão Conteúdo)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (centro) participa de reunião do Conselho Consultivo do PT para elaborar propostas na área econômica que serão encaminhadas ao governo. O encontro acontece no Hotel Grand Mercure São Paulo, na Zona Sul (Foto: Sérgio Castro/Estadão Conteúdo)

Por Tahiane Stochero/Do G1 São Paulo – Começou por volta das 10h30 a reunião do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o Conselho Consultivo da Presidência do PT, que possui na pauta a linha de defesa do partido na Lava Jato e os ataques sofridos pela sigla. As medidas para uma saída da crise econômica do país, sem que haja mais desemprego, também estão na pauta.

A reunião acontece dois dias antes de Lula depor no Ministério Público sobre um apartamento triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo, em investigação sobre transferência de prédios inacabados da Bancoop. É a primeira vez que Lula e Marisa vão depor como investigados.

De acordo com o PT, a reunião não é para definir a linha de defesa do ex-presidente, mas A do partido na Lava Jato.

O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, afirmou nesta segunda-feira (15) que Lula sofre “ataques sistemáticos” e é alvo de “caça constante”, ao comentar as denúncias de que o petista teria ocultado a propriedade do apartamento triplex e de que a empreiteira OAS, investigada na Operação Lava Jato, teria reformado um sítio em Atibaia (SP) frequentado por ele e por familiares.

O evento ocorre em um hotel em São Paulo, em uma reunião fechada que conta com a presença do presidente do PT, Rui Falcão.

Formado por 31 membros, fazem parte do conselho político do PT também o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e Luiz Marinho, de São Bernardo do Campo.

Os governadores do Acre, do Piauí e do Ceará tambem estao presentes na reunião.
O assessor especial da presidência da República para assuntos Internacionais Marco Aurélio Garcia, e Luiz Dulci, ex-secretário-geral da presidência, também estão na reunião, além do sociólogo Emir Sader.

Esta é a segunda vez que o conselho se reúne. A primeira ocorreu em setembro de 2015, logo após a prisão do ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (centro) participa de reunião do Conselho Consultivo do PT para elaborar propostas na área econômica que serão encaminhadas ao governo. O encontro acontece no Hotel Grand Mercure São Paulo, na Zona Sul (Foto: Sérgio Castro/Estadão Conteúdo)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (centro) participa de reunião do Conselho Consultivo do PT para elaborar propostas na área econômica que serão encaminhadas ao governo. O encontro acontece no Hotel Grand Mercure São Paulo, na Zona Sul (Foto: Sérgio Castro/Estadão Conteúdo)

Encontro
A presidente Dilma Rousseff viajou na tarde desta sexta-feira (12) para São Paulo a fim de se encontrar com Lula. A reunião durou cerca de duas horas, acabou no início da noite e não houve declaração dos dois à imprensa.

A viagem não estava prevista na agenda oficial de Dilma, divulgada nesta quinta (11) pela Secretaria de Comunicação Social, mas, desde o fim da manhã, já havia expectativa entre assessores do ex-presidente de que o encontro ocorreria.

Geralmente, os encontros entre Dilma e Lula ocorrem em momentos de crise política no governo. Principal conselheiro político da presidente, o petista costuma ir a Brasília para se reunir com ela no Palácio da Alvorada.

De acordo com o Blog do Camarotti, interlocutores de Dilma acreditam que o encontro desta sexta servirá para diminuir o ambiente de intriga criado no entorno dos dois.

Segundo o blog, há um incômodo de Lula pelo silêncio da presidente depois das denúncias relacionadas ao apartamento triplex, em Guarujá (SP), e ao sítio em Atibaia frequentado pelo petista. Os dois imóveis são alvo de investigação da Operação Lava Jato.

Na maioria das vezes, somente os dois participam dos encontros, mas, em algumas ocasiões, eles são acompanhados por poucos interlocutores. Na manhã desta quinta, o ex-presidente também se reuniu com os diretores do Instituto Lula para avaliar o cenário político.

Na última quarta (10), Lula divulgou um vídeo a fim de parabenizar o PT pelos 36 anos do partido. Em um trecho da gravação, ele afirmou que a legenda cometeu erros ao longo de sua história e avaliou que a sigla vive uma “adversidade momentânea“.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN