Mal redigido: Decreto de Rollemberg causa desconforto no Palácio do Buriti

0

 

buriti4
No texto, o governador determina arrochar ainda mais os gastos, limitando os veículos oficiais a utilizarem até 240 litros mensais de gasolina. …

decreto

Da Redação – Na ponta do lápis, isso significa o uso de 11 litros por dia, calculando apenas os 22 dias úteis do mês. O carro que faz 10km por litro poderá percorrer 110km por dia, quase ida e volta do Palácio para Planaltina, por exemplo. Ou mesmo Brazlândia.

Mas o detalhe está nas entrelinhas. O texto “libera” do corte, obviamente, veículos da Saúde, Segurança e Educação. No entanto, libera também carros dos poderosos do governo, como secretários, presidentes e dirigentes, e ainda veículos que prestem assistência aos parentes do governador, vice, de até primeiro grau, como país, cônjuges e filhos “se razões de segurança assim o exigirem”.

Pelo andar da carruagem, até mesmo o próprio governador teme que os atuais e temerosos índices de insegurança possam chegar também às residências oficiais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN