PPL quer se se fortalecer para sair da faixa de ‘nanicos’

0
Advogado especializado em direito eleitoral e coordenador do PPL nos 11 municípios do Entorno de Brasília, Paulo Goyaz: “Além da busca de novos filiados, vamos buscar alianças com pessoas respeitadas em suas cidades e comprometidas com a ética e os interesses do país” (Facebbok Paulo Goyaz)
Advogado especializado em direito eleitoral e coordenador do PPL nos 11 municípios do Entorno de Brasília, Paulo Goyaz: “Além da busca de novos filiados, vamos buscar alianças com pessoas respeitadas em suas cidades e comprometidas com a ética e os interesses do país” (Facebbok Paulo Goyaz)

Por Wilson Silvestre – Dos 35 partidos registrados – até agora – no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Partido da Pátria Livre (PPL), fundado em 21 de abril de 2009 e com registro definitivo em 3 de outubro de 2011, prepara-se para deixar a faixa de ‘nanico’ a partir de 2 de outubro. Esta é a orientação da executiva nacional de acordo com o coordenador da legenda para a região do Entorno de Brasília, advogado eleitoral e estrategista político, Paulo Goyaz. “Somos uma força política com princípios nacionalistas baseados na liberdade de expressão, livre iniciativa e amor ao país. Esta é nossa bússola sintonizada com os anseios da sociedade, principalmente neste momento em que o Brasil passa por uma crise política e econômica sem precedentes em sua história”, resume Paulo Goyas.

Detalhista como um animal político, Paulo sabe como poucos ‘os caminhos das pedras’ na busca de aliados, por isso aposta no crescimento do partido no estado de Goiás, no país e, principalmente nos  11 municípios do Entorno de Brasília. “O PPL acredita que sem a camisa de força que o PT exercia junto aos partidos, principalmente aqueles em crescimento, o eleitor vai prestar mais atenção nas propostas de outras legendas. Outro fato relevante é a nova regra eleitoral que, a princípio, nivela partidos grandes e pequenos, dando oportunidades a todos já que não é permitido truques de marketing ou sedução financeira”.

De acordo com Paulo Goyaz, o presidente do PPL em Goiás, José Netho tem orientado às lideranças do partido no estado, filiar o máximo de pessoas na legenda bem como promover a qualificação dos pré-candidatos a vereadores e prefeitos. Outra recomendação de Netho é para que se busque alianças políticas sólidas, com pessoas comprometidas com o município, estado e o país. E, acima de tudo, éticos e que sejam referência como cidadão e político.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN