CRISTALINA] Maks e Edu ultrapassaram a marca de 6 mil pessoas nos comícios

0
Candidato a prefeito de Cristalina, Maks Louzada, seu vice Edu Martini e os candidatos a vereadores no povoado São Bartolomeu. A participação da população tem aumentado a cada comício
Candidato a prefeito de Cristalina, Maks Louzada, seu vice Edu Martini e os candidatos a vereadores no povoado São Bartolomeu. A participação da população tem aumentado a cada comício

Por Wilson Silvestre – Dos 11 comício realizados pela Coligação ‘Cristalina Sustentável’, mais de 6 pessoas já marcaram presenças para ouvir o candidato a prefeito, Maks Louzada, seu vice Edu Martini e os candidatos a vereadores. “Nossa mensagem não é focada em promessas mirabolantes, mas sim em um plano de governo realista, dentro de um planejamento que irá comtemplar desde os bairro e distritos aos empreendedores, tanto da cidade quanto do agronegócio”, garante Maks.

vc2De acordo com o marqueteiro da campanha, José Romancini os comícios de Maks, Edu e os candidatos a vereadores da coligação, têm atraído a cada edição, moradores dos bairros onde é realizado. “Ao contrário de nossos adversários, não temos centenas de cabos eleitorais para mostrar multidão. Nossos comícios têm, em média, 300 pessoas que vão ouvir as propostas de governo de Maks, Edu e os candidatos a vereadores. Isso sem contar os moradores que ficam nas portas de suas casas, próximas à concentração ouvindo os discursos”, aponta Romacini.

O blog acompanhou o comício no Bairro ‘Cristalina Velha’ e constatou o que muitos moradores próximos aos comícios, ficam nas portas das casas observando a movimentação e ouvido os discursos. Romacini faz as contas sustentadas na média de pessoas presentes nos comícios. Baseado em sua longa experiência de campanhas, ele disse que uma 100 pessoas no mínimo, permanecem em casa, mas atenta às mensagens dos candidatos. “Eleição em Cristalina sempre muito polarizada. Não importam quantos candidatos estão disputando, as pessoas querem participar do debate, tanto com vizinhos, amigos fora do bairro, no trabalho e nas reuniões familiares”, afirma.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN