Celina Leão: Derrubar as suspeitas que pairam desde a divulgação de gravações feitas por Liliane Roriz se torna imprescindível

0

celina

Por Ana Maria Campos – Eixo Capital/Correio Braziliense/Zuleika de Souza/CB/D.APRESS – A suspeita de corrupção na aprovação de uma emenda parlamentar tem mobilizado a política brasiliense. A presidente afastada da Câmara Legislativa Celina Leão (PPS) representa o nome para concorrer ao Palácio do Buriti na oposição ao governador Rodrigo Rollemberg nas próximas eleições. Bonita, carismática e com um forte discurso de renovação, Celina tem o apoio de grupos sem o espaço que gostariam na atual gestão. Derrubar as suspeitas que pairam contra Celina desde a divulgação de gravações feitas pela deputada Liliane Roriz (PTB) se torna imprescindível para a vitória desse grupo. Para isso, Celina escolheu uma equipe profissional que abarca imagem, defesa jurídica e informação de bastidores.

Todos juntos

Além do apoio de figuras da oposição a Rodrigo Rollemberg, Celina Leão chega nas próximas eleições com o charme da parceria política com um importante aliado do atual governador, o senador Cristovam Buarque (PPS). Celina e Cristovam saíram juntos do PDT e migraram para o PPS. Afastada do cargo por decisão judicial, Celina conta com o voto de confiança de Cristovam. Ela consegue, assim, o que ninguém chegou perto de alcançar no DF: unir o apoio de Cristovam ao de grupos rorizistas, ligados a Luiz Estevão e ao governo de José Roberto Arruda. Aliada do deputado Raimundo Ribeiro (PPS) e servidora da Câmara Legislativa, a ex-governadora Maria de Lourdes Abadia também é próxima.

Afastamento

Celina Leão entrou no PDT com o apoio do senador José Antônio Reguffe, que se elegeu pelo partido, na coligação liderada pelo governador Rodrigo Rollemberg. Reguffe reconheceu na deputada distrital, pela projeção que tomou na oposição a Agnelo Queiroz, na legislatura anterior, um nome novo para a política. Mas, antes mesmo das suspeitas levantadas na Operação Drácon, Reguffe se afastou. Ele saiu do PDT, está sem partido e tem tocado o mandato quase solitário. Os dois se afastaram quando Reguffe deu uma declaração à coluna contra a aprovação do projeto de emenda à reeleição.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN