Vaidade e vingança política adia o sonho de uma universidade em Cristalina

0
Prefeito eleito de Cristalina, Daniel Sabino (PSB) adia o sonho dos cristalinenses em ter uma universidade na cidade
Prefeito eleito de Cristalina, Daniel Sabino (PSB) adia o sonho dos cristalinenses em ter uma universidade na cidade

Por Wilson Silvestre – Vaidade, orgulho e arrogância são filhos da soberba e da vingança. Juntos eles têm destruídos ao longo da evolução da humanidade, impérios, civilizações, lideres e principalmente políticos. Basta olhar para os lados ou mesmo se ater ao momento em que o país atravessa para constatar isso. Mesmo com uma profusão de exemplos, quem detém o poder, quer nas instituições ou mesmo à frente de uma prefeitura, não consegue olhar o futuro. Foca primeiro os interesses de grupos, pessoas ou por vaidade tenta destruir o que foi realizado pelo vencido. Só isso para explicar a recusa da Câmara de Vereadores de Cristalina, manipulada pelo prefeito eleito, Daniel Sabino (PSB) e seu grupo, recusar o projeto de Lei do prefeito Luiz Attié que doa um terreno para a instalação da Universidade Alfredo Nasser (Unifan) em Cristalina.

Eles alegam que Attié será o beneficiado por ter fazenda próxima a área e que, quando assumirem a prefeitura a partir de janeiro, vão procurar outro terreno. A pergunta que fica é a seguinte: e o povo? Tudo indica que o povo é só um detalhe. O que interessa é encontrar um terreno próximo a uma propriedade do grupo político de Daniel. Até lá, se a Unifan quiser ir para Cristalina vai ter que esperar ou ir para outra cidade na região, talvez Luziânia. Esta é a lógica perversa da política.

Segundo o blog apurou, o motivo seria uma vingança do grupo de Daniel contra o prefeito Luiz Attié. Eles não gostaram de ver nas redes sociais uma postagem do vereador afastado, Marcelo [Pezão] Henrique (PMDB) mostrando a autorização do Ministério da Educação à Unifan para funcionar. Marcelo foi quem gravou a negociação do grupo de Daniel para eleger o presidente da Câmara, Rosivaldo Pelota. Esta gravação quase custou a eleição de Daniel. Agora, mesmo que Daniel renegocie com a Unifan outra área, o cronograma para o vestibular já em 2017, fica comprometido. Esta é a política brasileira. Pobre de ti Cristalina!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN