Título de cidadã brasiliense para Dilma? “Menas” diria Lula ao autor da proposta, Chico Vigilante

0
Deputado Distrital, Chico Vigilante: bom parlamentar e paladino das causas sociais chutou uma ‘bola fora’
Deputado Distrital, Chico Vigilante: bom parlamentar e paladino das causas sociais chutou uma ‘bola fora’

Por Wilson Silvestre – O jornalista e Fred Lima ( http://fredlima.blog.br/2016/12/08/que-tal-conceder-o-titulo-de-cidadao-honorario-de-brasilia-para-fernando-collor/) fez uma excelente análise sobre a concessão do título de cidadania brasiliense para a ex-presidente Dilma Rousseff. Proposto pelo deputado distrital petista, Chico Vigilante e aprovado pela maioria simples num plenário com 13 presenças, tornou-se a piada do momento. Respeitado pelo trabalho parlamentar e sua coerência ideológica, Vigilante chutou uma ‘bola fora’ com esta iniciativa.

O deputado tem uma história de lutas em prol dos interesses dos cidadãos. O exemplo mais recente, aplaudido não só pela classe média que possui automóveis, mas por todos os segmentos da sociedade brasiliense, foi a vitória sobre o cartel dos combustíveis. Entre seus feitos, soma-se sua luta em prol dos trabalhadores terceirizados e as categorias não organizadas. Todo esse currículo de bons serviços prestados aos cidadãos, pode ser varrido para debaixo do tapete da história, transformando sua biografia ‘numa piada pronta’.

O momento em que passa o país com os pilares das instituições que fundamentam a democracia sob suspeita dos cidadãos, particularmente em Brasília, onde a gestão petista fincou o maior desastre econômico, parece provocação. Ao propor esta homenagem a Dilma, conclui-se que o deputado deve ter sido pressionado pelos ideólogos de seu partido ou teve um surto de amnésia, tipo: fugir da realidade e voltar aos dias de glória.

Não tem explicação lógica conceder título de cidadania brasiliense a uma presidente nunca frequentou a vida da cidade, a não realizar caminhadas com seu cão labrador, ter tomado cafezinho na Rodoviária de Brasília durante a campanha e ido a Ceilândia atrás de voto, como bem lembrou Fred Lima. Sendo assim, o ex-presidente e atual senador Fernando Collor já teria recebido a honraria há mais tempo. Ele mourou em Brasília, passou parte de sua juventude aqui, tem casa no Lago Norte e vive a cidade.

Os 13 deputado distritais que aprovaram a concessão do título de cidadania a Dilma, devem viver num mundo virtual, porque a maioria do mundo real não aprovaria esta proposta. Suas excelências esquecem que a Câmara Legislativa vive um dos seus piore momentos e que os quase 3 milhões de habitantes de Brasília, vivem e respiram sob uma economia estatal e não de mercado. Ou seja, tudo gira em torno dos governos federal e local. Dada as circunstâncias em que se encontra as finanças de ambos e a angustia em que vive os funcionários públicos, este título a Dilma soa como ofensa aos cidadãos.

Se o nobre deputado Chico Vigilante tivesse consultado seu padrinho e amigo, ex-presidente Lula, ele certamente teria dito: “Título de cidadania para Dilma em Brasília? ‘Menos’, Chico”! Em tempo: o repórter sempre votou em Chico Vigilante.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN