Rollerberg atira no vice Renato Santana para acertar Rogério Rosso

0
Rodrigo Rollemberg e Renato Santana: críticas do vice dinamita aliança PSB-PSD e pode provocar demissões dos aliados de Rogério Rosso
Rodrigo Rollemberg e Renato Santana: críticas do vice dinamita aliança PSB-PSD e pode provocar demissões dos aliados de Rogério Rosso

Por Wilson Silvestre – Na atual quadra em que passa o governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), eleito quase que por gravidade, empossado como um marco na história de Brasília e hoje, um colecionador de crises, dificilmente terá folego para disputar a reeleição. Esta tem sido a análise mais óbvia que jornalistas políticos e blogueiros tem feito sobre o futuro do governador. O problema não é a gestão, mas também habilidade política para costurar um mínimo de aliados.

Desde sua posse, Rollemberg tem cometidos erros seguidos. Primeiro ignorou a Câmara Legislativa que, por pior que seja – e bota pior nisso! –, ainda é um dos pilares do regime democrático. Ninguém ali foi eleito por graça e obra de Jesus Cristo. Esticou a corda do confronto e perdeu. A partir daí, só trapalhadas. Com uma equipe composta por ‘notáveis acadêmicos’ e tecnocratas, se distanciou da massa e dos funcionários públicos de Brasília. Foi trocando o time por gente cada vez mais distante do mundo real. Pessoas da elite salarial do Senado e outras instituições públicas que nunca saiu do Plano Piloto, assim como o próprio Rollemberg. O resultado por tantos erros chegou mais cedo do que o esperado.

Nas cordas do ringue político por conta de ações equivocadas e sem ao mínimo ‘combinar com os russos’, ou seja, os poucos aliados que lhe restam, anuncia um aumento nas tarifas do transporte de massa e sai de férias. Foi a deixa para adversários tomar conta do espaço e ocupar uma fatia do eleitorado que votou em Rollemberg. A primeira voz a se posicionar foi a do presidente do PSD de Brasília, Rogério Rosso, seguido pelos presidentes do PMDB, Tadeu Filippelli, do PSDB, Izalci Lucas, lideranças partidárias e patronal.

Rollemberg interrompeu suas férias e retornou a Brasília com a faca nos dentes, disposto a chutar o penico, espalhando o conteúdo para todos, mais precisamente contra o PSD, aliado que tem dado estocadas no governo, principalmente o vice-governador Renato Santana. A relação entre os dois vinha sendo tratada institucionalmente, sem os salamaleques próprio da política brasileira. Mas, ao criticar o governador pela sexta vez, Renato Santana dinamitou a última ponte que existia entre os dois.

Como Rollemberg há muito vinha canibalizando os interesses do PSD no governo, mais precisamente cargos, a situação do partido na base de Rollemberg está por um fio. O governador deixou claro na nota explicativa sobre a demissão de Renato como administrador de Vicente Pires, que o grupo será tratado como adversário. De acordo com o portal de notícia Metrópolis (www.metropoles.com), trata-se de um “ato administrativo normal”, mas disse que um novo gestor “seguirá com maior rigor, eficácia e eficiência as orientações e diretrizes governamentais e, ao mesmo tempo, trará para o governo as reais necessidades da população e não temas de interesse desse ou daquele grupo político-partidário”. Recado direto para Rogério Rosso e seus aliados na administração de Brasília.

Uma fonte de ouvidos aguçados no Palácio do Buriti disse ao blog que Rollemberg retornou na segunda-feira (3), disposto a limpar qualquer vestígio do PSD no governo. Só ficaria um número reduzido de comissionados na vice-governadoria, os demais, incluindo a secretaria de Desenvolvimento seriam sumariamente demitidos. Foi demovido da ideia por fiéis escudeiros, mas pelo número de vezes em que o nome de Rosso foi mencionado, superando o de Renato Santana, a guerra está longe de acabar. Ou seja: o líder pessedista está na alça de mira do governador Rollemberg. É uma questão de tempo para ajustar a mira e disparar a canetada certeira, ‘matando’ ou dificultando o sonho de Rosso em eleger Santana deputado distrital e mais um ou dois aliados. Aguardemos os próximos capítulos. Emocionante esta novela!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN