Cristóvão faz balanço positivo do primeiro mandato e prega união de todos a favor de Luziânia

0
Prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin: diálogo em nome do desenvolvimento econômico e social do município
Prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin: diálogo em nome do desenvolvimento econômico e social do município

Por Wilson Silvestre – Na abertura do Ano Legislativo da Câmara de Vereadores de Luziânia, na quinta-feira (16), sob a presidência do vereador Murilo Roriz (PSD), o prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin repetiu o gesto de anos anteriores, comparecendo ao parlamento acompanhado pela vice-prefeita, Professora Edna Aparecida Alves (PROS) e a maioria de seu secretariado.

Encerrando a sessão solene, Cristóvão falou de improviso mostrando que tem uma memória privilegiada, detalhando investimentos realizados nos últimos quatro anos, valores gastos, nome dos bairros beneficiado e ruas. Reafirmou o compromisso de “fazer uma Luziânia cada vez melhor” concluindo obras iniciadas e dando continuidade a outras que estavam paralisadas por conta de entraves burocráticos. “Arrumamos a casa e estamos otimista quanto ao segundo mandato, mesmo com a crise econômica que ainda perdura no país”.

Reconheceu que os últimos quatros anos foram difíceis, mas que fez o dever de casa, organizando a gestão e atendendo as demandas mais urgentes da sociedade. “Com os ajustes feitos e muita economia, nossa meta é realizar uma gestão bem melhor, concluindo o hospital do Jardim Ingá, asfalto, escolas padrão século 21, moradia, novas UPAs, creches, atração de empresas para gerar mais empregos, Parque Ecológico e inúmera outras ações”.

Mostrou-se cordial e grato aos parlamentares que ajudaram o município com emendas, como o então deputado estadual e hoje conselheiro do TCM, Valcenor Braz, Rubens Otoni (PT), deputados federais João Campos (PRB), Jovair Arantes (PTB), Giuseppe Vecci e Célio Silveira, ambos do (PSDB). Pontou as parcerias com os governos estadual e federal ressaltando que elas não caem do céu. “Se ficar sentado na cadeira e não correr atrás, viver na estrada e batendo de porta em porta de ministérios, secretarias do governo estadual, nada acontece”.

Num gesto de mãos estendidas, Cristóvão disse que “a disputa eleitoral passou. O momento é de unirmos forças, não importa a sigla partidária, o credo religioso ou a condição econômica. A soma de cada um fará a diferença no desenvolvimento econômico e social de Luziânia”. O prefeito quer o diálogo com todos os segmentos, tanto na política e setores organizados da sociedade.

Numa rápida conversa com o blog, ele resumiu quais serão seus adversários e desafios no segundo mandato: “A desigualdade social, falta de emprego, moradia, investir mais em educação de qualidade, segurança, creches para as mães deixarem seus filhos, transporte e uma melhor qualidade de vida para nossa gente”. Cristóvão acredita que a política não pode ser feita com rancor e só tendo um olhar crítico sob todos e tudo. “A sociedade brasileira não tolera mais a política rasteira, egoísta e sem transparência. No que depender de mim, estou aberto ao diálogo para mudarmos este conceito atrasado do ‘quanto pior melhor’. Nosso governo não é dos que votaram no Cristóvão, mas de todos os cidadãos de Luziânia”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN