ZAZ TRAZ DA NOTÍCIA] ‘Elles’ gastam, nós pagamos a conta

0

01

Por Wilson Silvestre – O ex-senador pelo Tocantins, João da Rocha Ribeiro (foto) e um dos maiores incentivadores na criação do estado, tem sido um ativista político contundente. Economista, ex-executivo do Grupo Jaime Câmara e um cidadão contemporâneo, João Rocha não tem poupado críticas aos modos e costumes da elite política brasileira. Aposentado, mas “não omisso aos acontecimentos”, tornou-se um atento observador das agruras em que vive o brasileiro.

Em suas postagem no Facebook, analisa e pontua caminhos e críticas pertinentes que valem a pena acompanhar. Na última postagem em sua página pessoal, ele pergunta: “Se vivemos a maior crise desde 1948, por que nossos governantes continuam aumentado impostos, gastando mais do que arrecadam, multiplicando a dívida pública e editando aditivos em obras paralisadas”?

Para João Rocha, o cidadão comum em crise de recursos ou proventos familiar, principalmente o assalariado e a classe média, reduzem despesas, sacrifica o lazer e corta tudo que é supérfluo, no entanto, os governos, tanto federal, estaduais e municipais não seguem o receituário econômico. “Que crise é essa que aumenta impostos e deixa bilhões de reais sonegados por meio dos conselhos de contribuintes e isenções fiscais, enquanto o povo continua carente de segurança, saúde, educação, transporte coletivo, habitação e saneamento básico”?

João Rocha traduz o sentimento dos brasileiros, modernos escravos da democracia. Trabalham para os mandarins do Executivo, Judiciário, tribunais de contas, ministérios públicos federal e estaduais gastarem desenfreadamente, enquanto o andar de baixo pagam a conta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN