CRISTALINA] Sem comunicação, ‘Viver melhor aqui’ é bom para alguns, não para todos

0
Prefeito de Cristalina, Daniel [do Sindicato] Sabino: comunicação ruim isola gestão da sociedade e abre espaços para crescente críticas à gestão, resgatando gestores do passado
Prefeito de Cristalina, Daniel [do Sindicato] Sabino: comunicação ruim isola gestão da sociedade e abre espaços para crescente críticas à gestão, resgatando gestores do passado

Por Wilson Silvestre – Quando um prefeito é eleito com maioria absoluta de votos válidos (82,40%), naturalmente, o impacto desta vitória junto à população do município, tende a gerar expectativas muito além da gestão anterior. Em tempos de tolerância zero com os políticos, os cidadãos não esperam encher a tulha dos cofres da prefeitura para terem acessos aos serviços públicos básicos, como segurança, saúde, infraestrutura e educação. No inconsciente de massa, se o sujeito foi o escolhido por maioria, ele tem que se virar para resolver os problemas da população. Não adianta culpar o antecessor pelos erros de gestão. Isto é problema para instituições fiscalizadoras como Ministério Público e Tribunal de Contas.

Ao novo mandatário, compete ter uma comunicação eficiente, transmitindo aos cidadãos o que ele e sua equipe estão fazendo para atender demandas, principalmente em saúde e segurança. Mesmo que realize muito, a insatisfação será permanente. O cobertor financeiro é extremamente curto diante das demandas impostas constitucionalmente. Sem uma transparência nos atos administrativos, piora e deixa de ser comunicação para virar fofoca nas redes sociais. Com isso, todo o esforço empreendido pela equipe de governo, torna-se um mero biombo para “esconder a incapacidade em resolver os problemas do povo”.

Este tem sido o calcanhar de Aquiles da gestão do prefeito de Cristalina, Daniel [do Sindicato] Sabino (PSB). Honesto e bem intencionado, mesmo assim continua sendo bombardeado nas redes sociais da cidade como incapaz para o cargo. “São desocupados de plantão, asseclas e seguidores do tempo passado”, como resumiu em longo texto publicado na rede social um dos assessores de Daniel. Este escriba discorre sobre as realizações dos 100 dias do prefeito à frente dos novos desafios. Tece críticas ao antecessor, mas faz um relatório superficial da realidade fiscal do município. Nem mencionar o esforço do prefeito em captar recursos para os novos projetos em andamento.

Esta lacuna na forma e conteúdo de comunicação, deixa um vazio que será preenchido por críticas injustas e absurdas. Se houve melhorias, estão mal anunciadas pois a população continua acreditando que ‘Viver melhor aqui’ – bordão da campanha de Daniel –, por enquanto é só para quem está acomodado na prefeitura. As críticas são mais ácidas na prestação de serviços à população, notadamente segurança e saúde.

Este dois setores são estratégicos e nevrálgicos para qualquer município e afeta o país em todos os seus extremos. Uns mais, outros menos, mas nenhum gestor público fica imune às cobranças da população. Pesquisas mostram que é o tema mais discutido e criticado nas redes sociais. O contraponto é feito com boa comunicação social, linkando ações-população-resultados num contexto informativo.

A gestão de Daniel erra muito, mas também acerta e muitas vezes os acertos nem aparecem em seus comunicados. Parece que faz um trabalho meramente burocrático, voltado para os amigos e a elite que o financiou. Falha ao conversar pouco com a sociedade, não só os que votaram nele e os áulicos do poder, mas todos os cristalinenses. Sem este permanente diálogo, o slogan da campanha ‘Viver melhor aqui’, pode trocar o verbo e o sentido da frase para ‘Pior do que está, não vai ficar’.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN