Cristóvão Tormin rompe limites da fronteira municipal em defesa do Entorno e Luziânia

0
Pedro Ivo, prefeitos Daniel do Sindicato (Cristalina) e Cristóvão Tormin (Luziânia): parcerias administrativas em busca de soluções para problemas comuns entre os municípios
Pedro Ivo, prefeitos Daniel do Sindicato (Cristalina) e Cristóvão Tormin (Luziânia): parcerias administrativas em busca de soluções para problemas comuns entre os municípios

Por Wilson Silvestre – Considerada a joia da coroa no Entorno de Brasília, Luziânia sempre foi uma referência política no estado de Goiás. Mesmo com o surgimento de outros municípios próximos à Brasília, continua influenciando novas lideranças e sendo a que mais desperta rivalidades partidárias. Que o diga o prefeito reeleito, Cristóvão Tormin, o único do PSD na região e o mais festejado pela população que mais precisa dos serviços públicos.

Por conta de sua popularidade junto à massa e não ter projeto pessoal a curto prazo, Cristóvão tem sido fustigado pelos adversários que ele derrotou na última eleição. Todos buscam se posicionar como ‘donatários’ do quinhão dos 119.543 eleitores do município cadastrados em 2016. Vendem a ideia de que “o prefeito está mal”, mas o objetivo é atropelar Cristóvão desviando sua atenção do foco regional e estadual. Tentam mantê-lo nas cordas do ringue afastando-o do protagonismo político. Mas até agora, Cristóvão ganhou todos os round.

Esta firmeza em ter o grupo que lidera unido, permite ao prefeito ampliar seu leque de aliados além da fronteira de Luziânia, estreitando laços de cooperação com outros municípios. Então, botou o pé na estrada munido com sua experiência partidária conquistada ainda muito jovem quando iniciou como vereador aos 25 anos. Cristóvão sabe que não existe ‘cedo demais’ em política. Ele percebeu que antigos aliados e adversários juramentados, vão se ‘virar nos 30’ para diminuir seu capital político e tentar enfraquecer seu grupo de apoio. “Nossos adversários ainda não digeriram a acachapante derrota que sofreram para prefeito. Quase um ano depois da disputa eleitoral, vira e mexe eles arranjam uma picuinha para ver se desestabiliza a gestão”, conta uma fonte ao blog que pediu anonimato.

Mesmo com as incertezas da reforma política em discussão no Congresso, Cristóvão se firma como forte protagonista a eleger um deputado estadual por Luziânia e, por tabela, apoiar um deputado federal e contribuir na vitória de senador e governador. Para tanto, adota estilo de atacante acostumado a fazer gols: não fica parado aguardando o adversário. Cristóvão mostra-se disposto à guerra para defender seu legado administrativo e seu grupo político.

Neste jogo, busca dialogar com outras lideranças como fez na sexta-feira (23/9), Cristóvão reuniu com o prefeito de Cristalina, Daniel do Sindicato (PSB) acompanhado do superintendente executivo regional da Secretaria de Desenvolvimento do Estado de Goiás, Pedro Ivo. Ambos discutiram sobre os problemas comuns que os municípios tem, como déficit de moradia, saneamento básico, asfalto e segurança, entre outros desafios. “Tive uma boa conversa com o prefeito Daniel até porque mantenho afinidades com o povo de Cristalina, onde sempre fui bem acolhido, quer como candidato a deputado estadual ou agora na condição de prefeito de Luziânia. Daniel terá todo o meu apoio em sua gestão”.

Daniel do Sindicato endossou as palavras de Cristóvão afirmando que “ao estreitarmos laços de respeito e trabalho com os prefeitos, fortalecemos nossas reivindicações junto aos governos federal e do estado em favor dos nossos municípios”.

O blog insistiu em extrair uma declaração de Cristóvão sobre apoios a pré-candidaturas dentro de seu grupo político ou fora dele, mas o prefeito desconversou. “Olha, Luziânia tem bons nomes para representá-la na Assembleia Legislativa e no Congresso, mas estamos focados na gestão. Entendo que o povo não quer saber de politicagem e sim de resultados práticos. Querem ver seus problemas do dia a dia resolvidos e não bla, blá político. Este é meu foco e só no próximo ano vou discutir política e apoios. Agora, repito: meu diálogo é com o povo e suas demandas”, conclui enfático Cristóvão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN