Justiça absolve Valério Neves, Paulo Roxo e Júnior, filho do senador Gim Argello

0
A 4ª Turma foi unânime em livrar Valério Neves, nome conhecido no contexto político do Distrito Federal
A 4ª Turma foi unânime em livrar Valério Neves, nome conhecido no contexto político do Distrito Federal

Por Lilian Tahan (Portal Metrópoles) – A 4ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região no Rio Grande do Sul confirmou, nesta quinta-feira (19/10), a absolvição, em segunda instância, de Valério Neves, Jorge Afonso Argello Júnior e Paulo Roxo. Os três foram denunciados pelo Ministério Público Federal, no âmbito da Lava Jato, por participação em esquema de corrupção envolvendo o agora preso ex-senador da República Gim Argello.

Na ação, os procuradores da República acusavam os três de corrupção ativa, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Eles foram alvos da Operação Vitória de Pirro, deflagrada em 12 de abril de 2016, por supostamente terem auxiliado Gim na cobrança e no recolhimento de propina das empreiteiras investigadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado.

Formada por três desembargadores, a 4ª Turma foi unânime em livrar os réus. Valério Neves é um nome conhecido no contexto político do Distrito Federal por ter se firmado como principal assessor de Joaquim Roriz em várias gestões.

Com vasto conhecimento dos bastidores do DF, Valério sempre participou das movimentações políticas em torno de projetos de poder. Até 12 de abril de 2016, ocupou o cargo de secretário-geral da Câmara Legislativa, um dos mais importantes postos na Casa.

Paulo Roxo, por sua vez, é tido como um operador de políticos da capital federal. Neste episódio, esteve envolvido diretamente com Gim Argello. Mas, no passado, atuou muito próximo do ex-governador José Roberto Arruda (PR). Já Jorge Afonso Argello Júnior é filho do ex-senador. (Mais em www.metropoles.com)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN