Prefeito de Cristalina, Daniel do Sindicato é destaque na premiação do Agrinho 2017 em Goiânia

0

PRÊMIO AGRINHO 2017 – Diretora da Apae Cristalina, Maria Cristina Maróstica, presidente da Faeg, José Mário Schreiner, prefeito de Cristalina, Daniel [do Sindicato] Sabino Vaz, vice-prefeito Luiz Henrique e o presidente do Sindicato Rural de Cristalina, Alécio Maróstica recebendo a chave simbólica do carro conquistado pelo projeto de energia fotovoltaica desenvolvido pela Escola Especial João Bosco Rennó Salomon
PRÊMIO AGRINHO 2017 – Diretora da Apae Cristalina, Maria Cristina Maróstica, presidente da Faeg, José Mário Schreiner, prefeito de Cristalina, Daniel [do Sindicato] Sabino Vaz, vice-prefeito Luiz Henrique e o presidente do Sindicato Rural de Cristalina, Alécio Maróstica recebendo a chave simbólica do carro conquistado pelo projeto de energia fotovoltaica desenvolvido pela Escola Especial João Bosco Rennó Salomon
Por Wilson Silvestre – Depois de uma maratona em Brasília na quarta-feira (22), participando da campanha ‘Não deixem os Municípios afundarem’, coordenada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), o prefeito de Cristalina, Daniel do Sindicato (PSB) esticou a agenda visitando órgãos federal em busca de recursos para Cristalina. Na posse do deputado federal, Alexandre Baldy – de malas prontas para o PP – conversou com várias lideranças do Congresso e dos governos de Goiás e federal reforçando pleitos do município.

Daniel disse ao blog que os 3 mil prefeitos e gestores municipais que participaram do encontro, padecem do mesmo problema: o colapso financeiro que passam os municípios. “A constante redução nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), somado aos descontos e retenções de recursos por conta de dívidas dos municípios com a União, estrangulam a gestão impedido atender demandas da população com rapidez”, diz. Daniel reforça a tese que o novo Congresso a ser empossado em 2019, discuta mudanças no pacto federativo.

Na sexta-feira (24), acompanhado do vice, Luiz Henrique (PDT) e auxiliares próximos ao gabinete, cumpriram extensa agenda em Goiânia. No período da manhã participou da premiação a Escola Especial João Bosco Rennó Salomon, mantida pela Associação dos Pais e Amigos do Excepcional (Apae), de Cristalina vencedora do concurso Agrinho 2017, promovido pela Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg).

A escola de Cristalina foi classificada em primeiro lugar com o projeto de energia fotovoltaica, recebendo como prêmio um carro. Emocionada, a diretora Maria Cristina Maróstica, que participa do concurso há várias edições, diz que esse ano o tema fui desafiador. “Buscamos várias parceiras e trabalhamos muito para tirar do papel o projeto e montar uma usina de energia solar. Nosso projeto beneficiou a comunidade escolar e a associação de moradores, além de contribuir com o meio ambiente produzindo energia limpa”.

Surpreendido ao ser escolhido para falar em nome de vários prefeitos presentes na premiação e um público estimado em mais de 2 mil pessoas, entre eles professores, alunos, familiares e presidentes dos sindicatos rurais de Goiás, Daniel ressaltou a importância do programa para os participantes e toda a sociedade goiana. “Conheço o Agrinho desde o nascedouro. Ele já chegou forte para somar com o desenvolvimento educacional e social de Goiás. E a grandeza deste evento de premiação, hoje, demonstra que isso é verdade”.

Este gesto do presidente da Faeg, José Mário Schreiner foi interpretado por lideranças políticas e entidades classistas, como reconhecimento da liderança do prefeito de Cristalina e a importância que o município tem no contexto econômico, social e político na região do Entorno Sul de Brasília.

Ao final do evento, ao lado do vice prefeito Luiz Henrique, Daniel vibrou quando foi anunciado que a Apae tinha sido premiada com um carro. “Estou muito feliz pela direção da Apae, professores, familiares, alunos e todos os profissionais que ali trabalham. O prêmio é muito bom, mas estou muito mais alegre pelo reconhecimento do sério trabalho que rompe as fronteiras de Cristalina e, também, pelo mérito alcançado e pela competência que todos da Apae comprovaram, mais uma vez, ter de sobra”. (Com informações da Ascom PMC).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN