De olho em 2022, João Dória articula um novo partido unindo PSDB, PSD, MDB, PP e DEM

0
Ex-governador de Goiás, Marconi Perillo e o governador de São Paulo, João Dória, ambos do PSDB trabalham para a criação de um novo partido. Marconi é o homem de Dória na articulação em Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso. (Reprodução: Mais Goiás)
Ex-governador de Goiás, Marconi Perillo e o governador de São Paulo, João Dória, ambos do PSDB trabalham para a criação de um novo partido. Marconi é o homem de Dória na articulação em Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso. (Reprodução: Mais Goiás)

Por Wilson Silvestre – No acinzentado mundo da política não existe mocinhos salvadores da pátria, mas homens e mulheres em busca de poder. Não importa a sigla partidária, todos buscam o mesmo objetivo: conquistar ou ficar o mais próximo possível dos mandatários da vez. Passada a disputa eleitoral, o eleitor torna-se um mero detalhe que será ‘ouvido’ novamente só na próxima eleição.

Assim a vida segue, não para os mortais comuns que terão pela frente, desafios do mundo real para contornar ou enfrentar.

Para o pobre mortal que vive a realidade cotidiana, 2022 ainda está muito distante, não para os profissionais da política com ambições maiores do que um mandato. Exemplos é o que não faltam. Os mais atentos leitores deste blog já perceberam que dentre estes personagens da política, se destaca o governador de São Paulo, João Dória (PSDB). Caso não haja percalços em seu caminho, ele tende a ser um dos principais protagonistas na disputa presidencial de 2022.

O outside que entrou na política disputado a prefeitura da capital paulista, dois anos depois se elege governador do estado mais rico do País, tomou gosto pelo poder e trabalha com afinco para ampliar seu raio de ação. Dória trabalha com dedicação seu objetivo em se eleger presidente da República. Para tanto, após o fiasco do PSDB nas disputas para presidente do Brasil, reduzindo a outrora poderosa sigla a um quase partido ‘nanico’, articula fundir PSDB, PP, DEM, parte do MDB e PSD num grande partido de centro-direita.

Basta uma rápida olhada na lista de nomes que compõem seu secretariado para constatar que ele ‘nacionalizou’ seu arco partidário de alianças levando para o primeiro escalão gente do PSD, DEM, PP, PRB e MDB agasalhando todos nas 20 secretarias executivas e duas extraordinárias.

Esta estratégia já está em marcha em outros estado com reflexos em Goiás tendo à frente, o ex-governador Marconi Perillo que, mesmo sob bombardeio dos adversários por conta de processos na Justiça – fala-se em 16 -, mantém conversas discretas com interlocutores em Brasília, Goiás, Tocantins e Mato Grosso, estados onde tem bom trânsito político.

Rápido na percepção dos acontecimentos, Dória trabalhou rápido no Congresso para evitar uma debandada tucana e o partido ficar fora da Mesa Diretora do Senado. Para tanto, nomeou o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) seu principal articulador que se consolidou como liderança forte, atuando para assegurar votos do partido à eleição de Davi Alcolumbre (DEM). Esta estratégia deu aos tucanos a 1ª vice-presidência do Senado para Antonio Anastasia (PSDB-MG).

Numa entrevista recente à Folha de S. Paulo, Dória disse que o PSDB “vai estar sintonizado com o presente do país para garantir o seu futuro como partido político. Para isso ele não precisa renegar o seu passado, mas ele vai mudar. E será um partido de posições centrais, de centro”. Embora a ideia não seja nova entre os tucanos, esta é a uma boa pista para entender os objetivos de Dória na construção de uma nova sigla, dando adeus ao desgastado PSDB.

Um dos principais aliados de Dória em Goiás é o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) que, discretamente, vem atuando nos bastidores barrando movimento de prefeitos e deputados que desejam debandar rumo a base do governador Ronaldo Caiado (DEM). Marconi argumenta que Ronaldo Caiado não dará conta de atender as demandas do Estado, com isso, vai passar os quatro anos de mandato sob pressão da sociedade, administrando crises e tendo seu governo esvaziado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN