Diego Sorgatto é o novo que vai enfrentar o candidato do ‘velho’ Cristóvão Tormin em Luziânia

0
Deputado estadual por Goiás, Diego Sorgatto e Marcelo Melo: aliança forte para prefeito em 2020. Bons de voto, afinados com as ideias da nova sociedade que exige combate à corrupção e capacidade para suprir demandas da população. (Imprensa AL: Marcos Kennedy/Denise Xavier)
Deputado estadual por Goiás, Diego Sorgatto e Marcelo Melo: aliança forte para prefeito em 2020. Bons de voto, afinados com as ideias da nova sociedade que exige combate à corrupção e capacidade para suprir demandas da população. (Imprensa AL: Marcos Kennedy/Denise Xavier)

Por Wilson Silvestre – O mais populoso e rico município de Luziânia que integra a Região Metropolitana de Brasília (Rembra), situado no chamado ‘Entorno Sul’ da capital brasileira, esquenta os tamborins para o Carnaval de 2020 quando, mais uma vez, os quase 110.991mil eleitores (dados do TRE-GO de setembro de 2018) voltam às urnas. Desta vez vão escolher o prefeito e os 21 vereadores para administrarem o município.

As conversas ainda são tímidas, restritas às rodas de mesa dos bares e reuniões familiares. Nestas conversas alguns nomes se destacam como os de Marcelo Melo (DEM), Diego Sorgatto (PSDB) – terceiro deputado estadual reeleito mais votado com 41.362 votos – e o também deputado estadual (29.853 votos), Wilde [Cambão] Roriz (PSD).

Marcelo Melo é lembrado por uma grande parcela da população pelo seu trabalho quando foi deputado federal e por ter concorrido à prefeitura em 2016 com o atual prefeito, Cristóvão Tormin (PSD). A disputa foi tão acirrada que Marcelo foi derrotado por apenas 719 votos, fazendo dele uma liderança consistente de oposição ao prefeito.

Os 38.942 votos conquistados por Marcelo na eleição para prefeito, é um capital político que nenhum postulante à vaga de Cristóvão Tormin – que está no segundo mandato -, pode ignorar. Como Marcelo está mais afinado com o deputado Diego Sorgatto é natural que os dois vão construir uma chapa consistente, pois ambos não fazem o menor esforço para ter um “dedo de prosa com o prefeito”, como dizem amigos próximos a ambos.

Deputado estadual Wilde [Cambão] Roriz está sendo preparado pelo atual prefeito, Cristóvão Tormin para enfrentar Diego Sorgatto ou Marcelo Melo na disputa para prefeito de Luziânia. (Imprensa AL: Y Maeda)
Deputado estadual Wilde [Cambão] Roriz está sendo preparado pelo atual prefeito, Cristóvão Tormin para enfrentar Diego Sorgatto ou Marcelo Melo na disputa para prefeito de Luziânia. (Imprensa AL: Y Maeda)

Nessa toada, Cristóvão deve mesmo apoiar o deputado Wilde Cambão para sucedê-lo na prefeitura. O problema é que Cristóvão tem uma personalidade forte, impositiva que vai refletir em Cambão afastando boa parte do eleitorado que vê essa influência danosa. Observadores do ambiente político de Luziânia, avaliam que Cristóvão – embora jovem – carrega os vícios e práticas ‘coronelistas e autoritárias’.

Por enquanto é cedo para avaliar se o deputado federal Célio Silveira (PSDB) vai apoiar Diego. Especula-se que Célio tem planos para mudar de partido, mas foi convencido a esperar a decantação do governo de Jair Bolsonaro (PSL). Até o ano que vem, quando começa para valer as tratativas de alianças visando a disputa eleitoral, muitas conversas e especulações vão preencher o noticiário político. Concreto mesmo é a afinidade entre Diego Sorgatto e Marcelo Melo, uma dupla boa de voto e que representa a troca do ‘velho discurso’ pelo novo mais afinado com todos os cidadãos de Luziânia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN