Prefeitos eleitos neste domingo terão grandes desafios como recursos escassos, desemprego e demandas na saúde

0

 

 

Reprodução do Morcego Humano (‘Man-Bat) do escritor Dave Wielgosz ilustrado pelo artista Sumit Kumar. A série está prevista para estrear nos EUA em 2/2/2021. Este personagem representa bem o cenário que nos aguarda em 2021, principalmente aos prefeitos eleitos.

Nenhuma novidade dizer que o próximo ano de 2021 será desafiador em todos os sentidos, tanto para gestores públicos, empresários e a população em geral. Mas, é na gestão pública que a pressão vai recair provocada pela escassez de recursos.

A queda na arrecadação de tributos, vital para manter serviços de saúde, educação, segurança e infraestrutura minimamente funcionando, está entre os mais preocupantes. Saúde então, assim que iniciar janeiro de 2021, os hospitais e Postos de Atendimento vão reviver cenas de superlotação. Para piorar, a Covid-19 ainda vai continuar presente aterrorizando pessoas nos grupos de riscos

Mas, a situação mais grave é o desemprego que ronda o patamar dos 14 milhões de trabalhadores, o maior desde 2012 na era petista. De acordo com a Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão consultivo do Senado, a Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG) encerrará 2020 em 84,9% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas). As notícias ruins não param: a disparada no preço dos alimentos fez a inflação percebida pelos brasileiros (9,75%) mais pobres, triplicou em relação à dos mais ricos em 2020 que foi bem menor: 2,50%.

Continuar neste ritmo, Bolsonaro vai resgatar os velhos e ‘generosos’ corruptos da dinastia petista e seus associados. Hoje, qualquer estagiário de jornalismo sabe que o presidente “está comendo na mão do centrão”. A rima pode ser pobre, mas não deixa de ser assustadora. Este cenário incerto e deveras arriscado preocupa a classe média que será drasticamente afetada.

Historicamente, quando a crise aperta os governos, eles tendem a privilegiar os ricos distribuindo as ‘sobras’ para os pobres empurrando a classe média para o abismo. Então, caro cidadão-eleitor, neste domingo (15/11), avalie seu candidato com lupa, pois você e os de sua estima pode arrepender-se. Por favor, faça uma boa escolha para prefeito e vereador.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AN